16/06/2011

Baleias Unicórnios !

Oi minhas picanhas ao alho e óleo !
 As baleias uncórnias, ou narval's são enormes , lindas e cativantes baleias que possuem um enorme chifre na testa. Sim, elas são reais ! UHUU ! Embora pouco conhecidas, aparecem no livro 20.000 léguas sub marinas, de Júlio Verne, e aqui vão algumas informações que retirei de um site lá, vindo do google.
 Trecho do livro :
- Ned, como pode estar convencido de que o narval que vamos caçar não existe? Tem razões particulares para proceder assim? O arpoador olhou-me durante alguns instantes em silêncio, bateu na testa com a mão, gesto que lhe era peculiar, fechou os olhos como que para refletir, e disse:
- É possível que eu tenha, Sr. Aronnax.
- No entanto, você que é baleeiro há tantos anos, que está familiarizado com os grandes mamíferos marinhos, e cuja imaginação deve facilmente aceitar a existência de enormes cetáceos, devia ser o último a duvidar em tais circunstâncias.
- Aí que se engana, professor - falou Ned. - Que o vulgo acredite em meteoros deslumbrantes que cruzam o espaço ou na existência de dinossauros pré-históricos que vivem no interior da terra, ainda se aceita. Mas nem o astrônomo nem o geólogo admitem tais quimeras.
Com o baleeiro acontece o mesmo. Persegui muitos cetáceos, arpoei um grande número deles, matei vários, mas por mais bem armados e possantes que fossem, não possuíam caudas ou dentes capazes de furar as placas de aço de um navio.
- Porém, Ned, fala-se de barcos cujo casco foi perfurado de lado a lado pelo dente do narval.

O narval é um cetáceo de grande porte, com 4 a 5 metros de comprimento e cerca de 1,5 toneladas de peso. Tem uma coloração branca e cinza marmórea e é desprovido de barbatana dorsal. O dimorfismo sexual na espécie é bastante pronunciado e manifesta-se no dente incisivo superior esquerdo dos machos, que se encontra enrolado em espiral e que se projeta como um chifre. Este dente é feito de marfim e pode atingir até 3 metros de comprimento, quase de metade do comprimento do animal. A presa do macho do narval é fonte de marfim de valor comercial e constitui um atractivo à caça da espécie. Cerca de um macho em 500 tem duas presas em vez de uma.


Uma equipe da Universidade de Harvard e do Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia dos EUA descobriu que a presa forma um órgão sensorial de tamanho e sensibilidade excepcionais, tornando o apêndice um dos mais notáveis do planeta.
A descoberta aconteceu quando a equipe passou o material da presa num microscópio eletrônico e descobriu novas sutilezas da anatomia dentária do narval.

Os close-ups mostraram que 10 milhões de terminações nervosas saem do centro da presa em direção à sua superfície, em contato com o mundo exterior. Os cientistas dizem que os nervos são capazes de detectar mudanças sutis de temperatura, pressão, gradientes de partículas e provavelmente muito mais, dando ao animal uma percepção única.

Como eles têm o costume de erguer as presas no ar, os cientistas imaginam que elas poderiam servir como estações meteorológicas sofisticadas, permitindo que os bichos farejem mudanças de temperatura e pressão ligadas à chegada de frentes frias e ao congelamento de canais em meio ao gelo.

Os narvais vivem em pequenos grupos familiares de cerca de 5 a 10 indivíduos, que se reúnem em bandos maiores em zonas costeiras na época do Verão. Nestas alturas estabelece-se uma hierarquização social entre machos, através de lutas que envolvem a presa. Estes animais alimentam-se de bacalhau e outros peixes de águas frias, bem como de cefalópodes. O narval nada com frequência até grandes profundidades em mergulhos que duram até cerca de 15 minutos. A maior profundidade registada foi de 1164 metros e mergulhos até mil metros são comuns.

A população actual da espécie está estimada em cerca de 50 000 indivíduos.
Olhem que tudo esse vídeo :

Narwhals, Narwhals ...
                                                    BjinhosUnicornizadosDaTshiaPaulett'

0 comentários: