18/11/2014

Chuva de Lágrimas

 Eu subi no ônibus. Estava encharcada, e onde eu ia passando ficava uma poça. Sentei no banco ao lado da janela, sem me importar se estava molhando-o. Fiquei feliz por passar em um ponto e ninguém se sentar ao meu lado. Não estava a fim de puxar conversa, nem de colocar a bolsa no colo.
 Comecei a olhar pela janela embaçada. Uma bela chuva ainda estava caindo. Aquele aguaceiro me deixou tão molhada que ninguém estava percebendo as constantes lágrimas. Quando meu rosto secou, resolvi descer do ônibus e enfrentar a chuva novamente.
 Não queria ir pra casa, mas não tinha pra onde ir. Se não estivesse chovendo incessantemente iria partir sem rumo, andando até cansar.
 O dia havia começado lindo. O sol brilhava forte, apesar de algumas nuvens acinzentadas do outro lado do céu. Meu namorado me chamou pra ir almoçar com ele, e fiquei animada. Fazia pouco mais de um mês que havíamos completado um ano de namoro, e desde então comecei a pensar que não demoraria e estaríamos planejando nosso casamento.
 Me arrumei, e coloquei uma blusa dentro da minha bolsa, depois da insistência da minha mãe dizendo que iria chover. Peguei um ônibus e logo cheguei no restaurante combinado. Avistei-o da porta, já percebendo sua cara meio estranha, sério demais. Mas  continuei sorrindo, na inocência.
  Não almocei. Antes mesmo da comida chegar ele vomitou um monte de frases desconexas. No começo não estava entendendo, e pensei que algo de ruim tivesse acontecendo com ele. Mas então ele revelou: estava com outra garota.
 Levantei da cadeira, e dei uma última olhada em seus olhos. Sai correndo. Fui correndo para o sentido contrário da minha casa até cansar. Nesse meio tempo começou a chuviscar, e não tardou, uma pesada chuva caía sobre mim. Não estava pensando com clareza, e continuei andando, chorando. Um monte de pessoas olhavam assustadas para mim, gritando para que eu fosse para um lugar coberto. Mas eu mal estava escutando. Até que passei em um ponto de ônibus vazio, e percebendo o quanto estava molhada, parei. O ônibus chegou, e sem nem saber pra onde ele ia, subi.
 Cheguei em casa a noite. Minha mãe me enchendo de perguntas. Não respondi. Só queria saber de tomar um banho e dormir.
 É claro, não dormi a noite. Revivi momentos bons do meu namoro. Pensei em tudo o que tinha acontecido naquele dia e chorei. chorei muito.
 No dia seguinte despejei tudo o que estava sentindo em minha mãe, e ela escutava, quieta. Quando viu que eu tinha cansado de falar, me veio com aquela frase de que depois da chuva sempre vem o arco-íris. Para minha surpresa, quando sai lá fora, depois de ter chovido o dia e a noite inteira, me deparei com um belíssimo arco-íris, me arrancando um singelo sorriso que eu achei que tardaria muito mais para vir.
"Texto fictício"

25 comentários:

  1. Vou chorar!!! Eu sempre acho chuva muito over porque sempre me lembro de muitos momentos que me fazem chorar, ainda com este momento que disse no texto, me acabaria de chorar na chuva também.
    Gostei muito do texto, porém é muito triste :( meninos são tão babacas né? afff espero nunca passar por isso!!
    Laura Estou de volta, acho que se lembra de mim kkkkk Beijos!
    lelusantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, espero que não passe Luis. Lembro, claro.♥

      Excluir
  2. Profundo e maravilhoso, me encantei com o texto e mesmo triste no fim sempre tem um arco iris.

    Beijos
    http://pimentasdeacucar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Despedidas são uma droga. A sua foi bem escrita, triste, mas no final tem a tal esperança de que tudo vai melhorar. Deus sabe o que faz, nao é mesmo. Algumas partidas sao precisas pra gente acabar sendo alguém melhor, mais maduro. Continue a escrever! voce escreve otimamente bem :3
    http://maybe-i-smiled.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sofrendo com esse texto. Apesar dos motivos diferentes, me identifiquei demais com o texto, valeu Laurinha! ♥

    Beijos! (http://amandavitoriaoficial.blogspot.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que se identificou (ou não néh, já que é triste), mas sua aprovação já me faz mais feliz.♥

      Excluir
  5. Que texto lindo, Laurinha! Eu já passei por uma situação parecida, por isso me identifiquei! Não sei o que é melhor: a presença da mãe e a forma como suas palavras nos acolhem na dificuldade, ou a forma que a natureza nos conforta... <3 Beijos <3 http://gostosdeadolescentes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Texto maravilhoso, tão realista e tão cheio de emoções nas palavras... :3

    {Blog Pensamentos Irreais}  {Twitter}   {Fan Page}


    ResponderExcluir
  7. Noossa que lindo e profundo. Realmente a própria palavra de Deus diz "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer" (salmos 30)

    http://nathalianatth.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, lembrei desse versículo quando estav a escrevendo o texto.♥ Beijos linda.

      Excluir
  8. Que texto lindo! De fato, quando estamos tristes tudo é chuva, mas o arco-íris nunca parece tão lindo quanto no momento seguinte.

    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz com a chuva, mas acho lindo o arco-íris também. A natureza é incrível.♥

      Excluir
  9. que lindo seu conto *-* cara eu li isso, e aqui nesse momento está chovendo, então já sabe, mergulhei de vez na sua estória ahusahs, enfim, se eu fosse ela, primeiro eu comia, depois eu ouvia ele, e depois eu matava :D kkkkkkk sério, tadinha, mesmo o seu texto sendo fictício, isso vive acontecendo, o cara deixa a garota que está a tempos pra ficar com uma que conheceu agora e no final, acaba se arrependendo ~espero que isso nao role comigo.

    (◕‿◕✿) visita se quiser ❤❤ ---->> inocentementeingenua.blogspot.com.br/ <<------ ❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs
      E quando se arrepende, provavelmente, já é tarde demais néh.♥

      Excluir
  10. Ai que lindoooo! Fiquei com raiva deste cara, onde já se viu? Que esperasse ela comer primeiro, né? hehehe Brincadeira, eu acho uma falta de respeito enorme quando ele disse que ESTAVA com outra garota. Uma coisa é querer terminar porque está gostando de outra pessoa e outra coisa é querer terminar porque já estava com outra pessoa. Acho isso o fim do mundo, sério. Se o caso fosse a primeira opção eu diria que chorar não era a solução, nós não podemos querer que todo mundo goste da gente e quando alguém quer terminar um relacionamento não podemos e nem devemos obriga-la a pensar diferente. Mas, como é a segunda opção. pode matar amiga! hahah Brincadeira de novo ;) Adorei o texto! Beijos e tenha uma ótima semana!! :D
    http://maluquice-de-garota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, rsrs. Pois é, falou tudo Isa. Vamos matá-lo sim (rsrs).♥

      Excluir
  11. Fim de relacionamento é horrível. Mas o bom é que depois tudo passa, fica melhor. Gostei do seu texto. Bjus!

    ResponderExcluir
  12. No momento sentindo uma raivinha desse cara! Que cafajeste, meu Deus? Me leva pra comer (um dos maiores prazeres da vida ♥_♥) e me fala uma coisa dessas? hehehehe Brincadeiras sem graças á parte, o seu texto é lindo demais! O final então? Eu achei muito bem elaborado, por mais que o tema ''término de namoro'' esteja se tornando o novo clichê. Maravilhoso <3
    Estou seguindo o seu blog, e vou começar a acompanhar aqui, ok? Obrigada pelo post!
    Uma ótima semana! ^^
    www.itsbeautybylarips.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus!***** ops, errei hehehehe

      Excluir
    2. Comer é bom mesmo néh... Bom que gostou linda.♥

      Excluir