12/06/2013

Uma história de amor

 Não me lembro exatamente como tudo começou. Não foi amor à primeira vista.
 Eu sempre te via na rua, no mercado, na padaria, mal de cumprimentava e nem sabia seu nome. A única coisa que sabia sobre você, é que morava na mesma rua que eu junto com sua família. Mais nada.
 Depois que terminei meu relacionamento com o meu primeiro ficante aos 13 anos, comecei a perceber melhor todos os garotos. Olhava para os meninos da escola, do clube, e da rua, incluindo você. Não sei como, mas só sei que um ano depois nós ficamos pela primeira vez. Tenho até vergonha de falar isso, mas não me lembro como você pediu, nem porquê aceitei. Mas aceitei. Já do beijo me recordo muito bem; foi normal, confesso que não achei nada demais.
 Os dias foram passando e nós sempre conversávamos, marcávamos encontrinho na sorveteria. Foi assim que comecei a amar você: pela convivência.
 Aos 16 anos começamos a namorar e não me lembro de sensação melhor do tempinho que passávamos juntos nos finais de semana. Você já tinha 17, e após 5 meses de namoro foi para a faculdade. Foi muito difícil pra mim, chorava todos os dias pelo fim do nosso relacionamento, até que um amigo começou a me consolar e me apaixonei por ele.
 Namoramos e concluí que a nossa história tinha acabado, e que nada havia passado de uma paixão de adolescente. Mas, eu e meu novo companheiro começamos a brigar muito. Foi então que comecei a me lembrar do tempinho que tínhamos juntos durante nosso namoro, e percebi que era você o homem da minha vida.
 Quando eu tinha 22 anos, já com minha faculdade concluída, você voltou e me procurou. Fiquei emocionada e envergonhada quando me disse que não havia namorado, nem tinha tido nada sério durante os 6 anos que ficamos longe.
 Voltamos a conversar, logo depois a namorar, e então, quando tinha 24 anos nos casamos. Foi o momento mais especial da minha vida.
 Querido, foi ótimo ter conhecido você, maravilhoso ter namorado você, especial ter me casado com você e nada melhor que ter tido com você, nossa filha, o fruto do nosso amor.
 Sei que nossa história não foi perfeita, que por vezes errei, não tive paciência e me arrependo por isso. Mas, quero te dizer que a decisão mais acertada da minha vida foi ter aceitado seu pedido de casamento.
Hoje, após 11 anos de casamento, com nossa linda filhotinha de 7 anos, estou escrevendo pra você esta carta para te entregar hoje, no Dia dos Namorados e dizer que te amo muito.
 Agora, um vídeo realmente legal e muito lindo sobre o amor (daqui):
          

18 comentários:

  1. ooi ooi,
    Primeira vez aqui no seu blog... e não sei como não descobri essa maravilha antes.
    Lindo demais aqui! In love!
    Lindo texto!
    Seguindo já !

    Beijos!
    http://edaisouassimeponto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que história linda ç.ç eu amo Eduardo e Mônica... pai, corasão se escreve com s ou ç? Hahaha :3
    Quirky-tree.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Awn, nunca assisti ao filme, mas parece tão.. Romântico, UAUA' Ek, :#

    Beijos,

    Juu-Chan do Nescau com Nutella.

    ResponderExcluir
  4. Amei, super linda.

    beijinhos

    http://maquilhagemesmalte.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. que história linda!! adorei!!
    e música mais fofa de todas essa eduardo e monica!!
    adorei o blog!! vou seguir jáá!
    e obrigada pela visitinha ao meu! seja sempre bem vinda!! ^^
    beeijo
    http://rendasebatons.blogspot.fr/

    ResponderExcluir
  6. Eduardo e Mônica + Esse texto perfeito = Vida UAHSAUHSAUSHAS
    Viajei aqui ... muito linda a história do texto, feliz dia dos namorados o/
    Beijos <3
    http://garotasatrevidas-s2.blogspot.com.br/
    http://bonjour-uneglacee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. que texto lindo!, cheguei até me emocionar...

    :)
    www.meninaperdida.com

    ResponderExcluir
  8. EDUARDO E MÔOOONICA <3 Tão fofinha a história :3333333

    ResponderExcluir